account arrowhead-down arrowhead-up cart mobile-menu search sm-bold-x x-skinny-rounded x-skinny arrowhead-right
    Blog Sony Xperia Brasil

    Nós já falamos aqui no Blog sobre o app Cosmic Rays Fund, que permite que você doe o tempo ocioso do seu celular para pesquisas sobre o universo. Pois você também pode doar a capacidade do seu dispositivo para combater algumas das principais doenças do mundo, como o Mal de Alzheimer, o Mal de Parkinson e alguns tipos de câncer.

    Produzido pela Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, com o apoio da Sony, o aplicativo Folding@Home permite aos donos de smartphones Xperia™ contribuir com pesquisas científicas que tentam combater doenças que afetam milhões de pessoas. Como funciona isso? Você cede o tempo, a capacidade de processamento do seu celular e sua conexão Wi-Fi durante a noite, enquanto o aparelho carrega. Isso ajuda a economizar milhares de dólares em fazendas de servidores e pode ajudar a acelerar o processo de cura e tratamento das enfermidades.

    Disponível para os aparelhos da linha, como Xperia™ Z, Xperia™ T3, Xperia™ T2 Ultra e Xperia™ M2 Aqua, o Folding@Home requer Android 4.4 ou mais recente para funcionar e pode ser baixado no Google Play.

    Não custa nada ajudar, e não é todo dia que você pode ajudar o mundo enquanto dorme.

    • Blog Sony Xperia

      Blog Sony Xperia

      O Blog Sony Xperia é o melhor lugar pra você acompanhar notícias, informações e novidades sobre o seu smartphone preferido. Aprenda a fazer atualizações, conheça os apps mais legais, descubra o fotógrafo que há em você e aproveite melhor todos os superpoderes que o Sony Xperia oferece.

      Veja mais posts

    Uma resposta para “Folding@Home: aplicativo criado para combater Alzheimer, Parkinson e câncer tem o apoio da Sony”

    1. Paulo Ancelmo disse:

      CONSUMIDORES SONY fiquem alertas caso precisem da garantia, a SONY me mandou LAUDO FALSO de PERDA DE GARANTIA.

      EU PROVO EM VÍDEO QUE O LAUDO É FALSO.

      https://www.youtube.com/watch?v=AYtf-jIvH3Y

    Deixe uma resposta para Paulo Ancelmo Cancelar resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *