account arrowhead-up cart mobile-menu search sm-bold-x x-skinny-rounded x-skinny arrowhead-down
Blog Sony Xperia Brasil

Conceitos como luminosidade, contraste entre cores e saturação estão entre os conhecimentos essenciais. Vem aprender!

Todo mundo já passou por aquele momento em que tirou uma foto que tinha tudo para ser linda, mas não ficou exatamente como idealizou. É por isso que hoje vamos falar sobre o tratamento de imagens usando aplicativos.

Eu pincelei sobre o assunto nos últimos dois textos em que ensinei como superar adversidades e situações inusitadas na hora de fotografar.

Os princípios que vou mostrar aqui estão presentes em todos os aplicativos do tipo – então você pode usar o que preferir. Opções não faltam – VSCO, Pixlr e o próprio Instagram trazem esses recursos básicos e as possibilidades que vamos explorar em breve.

Para começar, vou exemplificar usando o aplicativo Snapseed, disponível gratuitamente na Play Store do Google. Ele é o app que mais gosto de usar para tratar fotos mobile, já que é bem intuitivo e fácil de usar.

Os principais conceitos do tratamento de fotos

 

Essa é a interface do Snapseed

Essa é a interface do Snapseed

 

No primeiro exemplo, vamos usar uma fotografia simples. Ela está bonita, mas pode ficar ainda melhor:

 

Essa é a foto que vamos editar hoje

Essa é a foto que vamos editar hoje

Na janela inicial do Snapseed, se clicarmos no ícone do lápis, ele abre duas opções: a de colocar algum filtro ou fazer ajustes mais pontuais com algumas ferramentas.

A dica é começar com os ajustes básicos de imagem. Por isso, vou falar sobre o essencial que todos os fotógrafos têm à disposição na hora de editar uma foto.

 

As duas interfaces que o Snapseed mostra logo que abrimos o app

As duas interfaces que o Snapseed mostra logo que abrimos o app

 

Sempre digo a todos que mergulham no maravilhoso mundo do tratamento de imagens que é essencial conhecer 4 conceitos importantes:

 

  • Luminosidade: basicamente é o brilho da imagem. Em um editor de fotos, essa função diz respeito a partes claras e escuras. Nos aplicativos, o conceito pode surgir com o nome de Lightness, Brightness, Altas luzes ou Sombras. A ideia ao usar o recurso é aumentar ou diminuir luzes específicas da imagem.

 

  • Contraste: aqui falamos sobre “diferença” entre as luminosidades da foto. Se temos brancos muito estourados e pretos muito enterrados, dizemos que é uma foto de alto contraste. Agora, se temos uma imagem “lavada”, com transição suave entre os brancos e pretos, significa que é uma imagem de baixo contraste. Quanto alteramos o contraste no editor de imagem, estamos alterando a relação entre os pontos claros e escuros da foto.

 

  • Saturação: conceito que se aplica a intensidade da cor. Se aumentarmos o valor de saturação de uma foto, significa que estamos deixando suas cores mais intensas.

 

  • Temperatura: vai determinar se as cores da foto serão de tonalidade quente ou fria. Cores quentes são aquelas onde predominam os tons com vermelho e amarelo. Já as cores frias são aquelas em que os tons com azul e verde se destacam.

 

Agora que já conhecemos um pouco sobre os conceitos, vamos aplicar – afinal, essa é a parte mais divertida!

 

Edição de fotografias mobile na prática

Edição de fotos mobile na prática

Como disse antes, gostaria de usar uma imagem mais simples de editar e mostrar como ainda assim o processo de tratamento de fotos faz diferença.

Essa foto já está bem equilibrada, mas pedia alguns pequenos ajustes. Optei por aumentar o brilho, deixar a foto mais contrastada, saturada e ainda por cima aplicar um tom mais quente. Vejam só como ficou:
FLOR ANTES E DEPOIS_01

Agora que já fizemos nossos ajustes básicos, podemos partir para outros recursos de edição, como aumentar a nitidez e colocar uma vinheta para reduzir a claridade ao redor do vaso:
FLOR NITIDEZ E VINHETA copy

Quando colocamos uma vinheta suave, conseguimos direcionar o olhar da nossa foto para o ponto mais importante – que, no caso, seria a lâmpada com a flor. Essa é uma dica bem legal para aquelas fotos com o fundo pouco interessante.

Olha só a diferença da imagem “bruta” para a fotografia editada!

Olha só a diferença da imagem “bruta” para a fotografia editada!

 

Imagino que muitos se perguntarão quando será o momento de aumentar ou diminuir alguma dessas variáveis. A resposta que sempre para esses questionamentos é bem simples: “experimente!”.
Primeiro, depende qual tipo de foto você quer conseguir a partir da edição. Cada um tem um olhar e, como eu sempre digo nos meus textos: não existe um único modo de fazer fotografia.
No próximo texto, vamos explorar muito além dos conceitos básicos e mostrar truques de tratamento de imagem uma foto que exige mais criatividade.

E você, gosta de editar fotografias? Mostra pra gente a foto original que tirou com o seu Xperia e o resultado final aqui nos comentários! Vou adorar conhecer o seu olhar. 😉

 

  • Luiza de Castro

    Luiza de Castro

    Amante de cor, cinema, fotografia, design, coletivos urbanos, muitas nerdices e fofurices. Adora aprender coisas novas, valoriza os amigos e pessoas queridas e sempre topa uma boa cerveja. É colorista, videomaker e fotógrafa. Também escreve para o portal PapodeHomem.

    Veja mais posts

Os comentários estão desativados.